Aumento na tributação do combustível para aviação vai prejudicar o turismo em SC

Facebook
Twitter
Pinterest

No seu primeiro discurso oficial no plenário da Alesc, nesta quinta-feira (7) o deputado Ivan Naatz (PV) demonstrou preocupação e criticou decisão do governo estadual de aumentar de 3% para 17% o valor da alíquota do ICMS do querosene da aviação civil,  a partir do inicio do mês de abril. Para Naatz, a medida vai na contramão do que está acontecendo na maioria dos demais estados brasileiros com a  redução do tributo para o setor com objetivo de tornar o mercado do turismo aéreo mais competitivo, com a ampliação do número de voos e movimentação econômica.

“O governo não pode cometer erros neste momento de tamanha importância em fortalecer o turismo para o fomento da economia estadual que está em fase de recuperação”, alertou o deputado, acrescentando ainda que a decisão, que considera equivocada, acontece justamente no momento em que o estado comemora o crescimento do número de passageiros em seus aeroportos do ano passado para cá em função do turismo de negócios.

 

Corte de gastos

Ivan Naatz analisou ainda  que a intenção do governo de cortar gastos é salutar para o equilíbrio das contas do Estado, mas que não pode ser apenas simbólica e em prejuízo de algumas categorias funcionais e setores da população. Diante disso, criticou a decisão do governador Carlos Moisés em cortar o café disponibilizado aos servidores públicos estaduais, enquanto ao mesmo tempo  o governo está aumentando a tributação de alguns produtos da cesta básica, como o feijão e o arroz.   “O servidor já é massacrado em todas as suas necessidades, não tem reajuste e muitas vezes trabalha em condições insalubres e inadequadas e o governador acha que a solução é cortar o cafezinho do coitado que já ganha pouco. Se quer economizar, não basta cortar o cafezinho, tem que cortar também o vinho que é servido no Palácio D’Agronômica”, afirmou.

 

Assessoria Comunicação 

Gostaria de Receber conteúdos exclusivOs?

*Sempre que sair conteúdo novo, será notificado