Projeto valoriza atividade profissional dos terapeutas capilares

Facebook
Twitter
Pinterest

A Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa aprovou nesta semana projeto de lei do deputado Ivan Naatz (PL) que propõe a oficialização de um dia específico para valorizar os profissionais que atuam no setor de terapia capilar. A proposta que cria o Dia Estadual do Terapeuta Capilar e Tricologista segue agora para análise e votação do plenário.

A matéria especifica todo 7 de abril como a data a ser lembrada, por ser o Dia Mundial da Saúde. De acordo com a justificativa de Ivan Naatz, são “milhares de profissionais que atuam na terapia capilar e levam saúde preventiva para os seus clientes”. O texto destaca ainda que os procedimentos executados pelos profissionais homenageados “são voltados para a saúde física, psíquica e psicológica dos pacientes.”

O profissional tricologista, por sua vez, faz trabalho semelhante ao realizado pelo terapeuta capilar, mas capacitado ainda com um curso de graduação e uma pós-graduação na área de tricologia clínica. Todo tricologista, explica o projeto de lei, dependendo da sua graduação inicial pode utilizar de protocolos mais invasivos  para o tratamento das doenças do couro cabeludo e haste capilar, como é o exemplo dos injetáveis e prescrição de medicamentosos.

“O reconhecimento da profissão, bem como a criação de uma data correspondente a ela, injetará ânimo nos profissionais já existentes e trará confiança e credibilidade a todos, inclusive aos que adentrarão ao mercado da terapia capilar, atividade que também se constitui em saúde preventiva”, observa Ivan Naatz. A categoria está organizada por meio da Associação Brasileira de Terapeutas Capilares e Cabeleireiros (Abratecc), com sede em Florianópolis.

Gostaria de Receber conteúdos exclusivOs?

*Sempre que sair conteúdo novo, será notificado