Naatz preside comissão que acompanha caso do rompimento do reservatório da Casan

Facebook
Twitter
Pinterest

Foi instalada oficialmente na semana passada na Alesc,  sob a presidência do deputado proponente Ivan Naatz (PL) e a relatoria do deputado Mário Motta (PSD), a Comissão Mista que vai apurar a responsabilidade do rompimento do reservatório de água da Casan, em Florianópolis, ocorrido no dia 6 de setembro e que atingiu 386 pessoas da comunidade Monte Cristo, causando diversos prejuízos materiais e à imagem da própria concessionária de água e esgoto.

A comissão mista é formada por parlamentares da Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público e da Comissão de Turismo e Meio Ambiente. Ao todo, cinco membros integram o colegiado. Além da presidência e da relatoria, ficou definida a participação do deputado Marquito (Psol) na vice-presidência da comissão, que terá ainda os deputados Maurício Peixer (PL) e Lunelli (MDB) como membros.

O deputado Ivan Naatz afirmou que o papel do Parlamento catarinense é de fiscalizar e buscar respostas efetivas para a sociedade, além das investigações que já vem sendo feitas pelos órgãos de segurança e da empresa.  “Esse desastre trouxe comoção para os catarinenses e o  Parlamento vai fazer o acompanhamento e a fiscalização para compreendermos o que aconteceu de fato e responsabilizar, principalmente, os causadores desse prejuízo não só para os moradores do bairro , mas  também os danos financeiros para os cofres públicos  e para a imagem da Casan , que ficaram evidentes.”

Um cronograma de depoimentos será montado nos próximos dias , já que a Comissão pretende ouvir direção e técnicos a Casan, da empresa construtora do reservatório, além de técnicos das agências reguladoras de água e saneamento e associação dos moradores atingidos, num prazo oficial de 60 dias .

* Comunicação Gabinete com Agência Alesc- Em  16 -10- 23

Gostaria de Receber conteúdos exclusivOs?

*Sempre que sair conteúdo novo, será notificado